27 de julho de 2015

Um ano sem o mestre Atobá.


Hoje faz um ano da morte do Roberto Atobá... grande motociclista, conhecido por suas viagens, aventuras off road, fotos e pelas amizades que fazia pelos caminhos.
Pelas mensagens e fotos do Atobá eu aprendi, esse Brasil tem muita coisa para conhecer!
Suas viagens são um legado deixado para os motociclistas, seus relatos e fotos ainda vão instigar muita gente a subir na moto e sair por aí! A foto acima é a última postada por ele no xt660.net

Ano passado peguei muitas dicas com ele sobre a Estrada Real, ele se foi dia 27 de julho. Em setembro eu tava lá, na Estrada Real... e era difícil não pensar no cara a todo momento, pelas dicas e pelas fotos dele que eu tinha visto. Alguma coisa dele ficou nessas estradas de terra... que ainda vou percorrer mais.

Não sou bom de palavras, por isso copio e colo um texto do Vantuir Boppre, que há uma ano atrás melhor retratou o triste ocorrido com o mestre, justamente no dia do motociclista.

"Como um script incerto, trágico e ao mesmo tempo incompreensível, quis a história que nosso grande mestre de um Brasil Off road viesse a nos deixar justo no dia do motociclista.

Foi uma piada sem graça que tivemos que engolir seco e descobrir que dentre tantas coisas que cabem dentro de um capacete, cabe também um punhado de lágrimas por uma saudade que acabou de puxar o pedal de descanso.

Roberto Atobá foi mestre da arte de descobrir um Brasil sem asfalto e de ouvir e fotografar pessoas. Registrou retratos, expressões e trejeitos. Conheceu um Brasil caboclo, rural, indígena, de beira de praia, pé de serra ,do sertanejo e de tantos outros povos dentro de um mesmo povo e fez isso com uma arte intangível e uma sensibilidade que nunca coube na garupa de uma moto.

Amigo, como os atobás que você adotou como sobrenome, siga em frente, voe. O veículo mudou, mas sei que o espírito permance o mesmo. Sabemos que nunca teremos fotos fantásticas e nem relatos dessa nova jornada. Mas sei também que ganhamos um eterno parceiro de viagem para qualquer jornada.

Obrigado pelo legado deixado e por ter ensinado que a vida vai muito além do que os olhos alcançam ver ao nosso redor. Continuaremos seguindo suas rotas descobertas e descobriremos novas sempre na certeza que você estará na nossa garupa pra sempre." Vantuir Boppre


Valeu mestre!

9 de julho de 2015

Feriado - Porco no Tacho Taquari

São Paulo... feriado de 09 de julho - Revolução Constitucionalista de 1932
Eu e patroa sozinhos... o frio deu uma trégua, então bom para fazer um pequeno passeio de almoço até o Bairro Taquari de Birigui, revisitar o Restaurante Porco no Tacho.

Moto suja desde Pancas (abril), ainda com bauletos... vombora.

Para chegar ao restaurante segue até Birigui pela Rodovia Marechal Rondon, e saindo no km 520 para a SP-461, sentido Bilac. Depois de aproximados 10 km chega-se ao trevo para o Bairro Taquari, o lugar é pequeno e é fácil encontrar o restaurante.


Olha só a fartura no fogão à lenha.

Para hoje temos:
Salada variada, arroz, feijoada, pururuca, pernil à milanesa, costelinha de porco, linguiças diversas, batata frita, mandioca frita, couve flor refogada... e vai longe.


Porco no Tacho: comida caseira, tipo mineira, bem farta e saborosa. Em fins de semana é lotado, mas vale à pena, o atendimento é simples, mas bom. Ambiente familiar ou para almoço com amigos. De moto, vale o passeio. Recomendo!

Horários: não encontrei, mas almoço no fim de semana e feriado é certeza.
Obs: no centro de Birigui também há outro Porco no Tacho.