27 de julho de 2015

Um ano sem o mestre Atobá.


Hoje faz um ano da morte do Roberto Atobá... grande motociclista, conhecido por suas viagens, aventuras off road, fotos e pelas amizades que fazia pelos caminhos.
Pelas mensagens e fotos do Atobá eu aprendi, esse Brasil tem muita coisa para conhecer!
Suas viagens são um legado deixado para os motociclistas, seus relatos e fotos ainda vão instigar muita gente a subir na moto e sair por aí! A foto acima é a última postada por ele no xt660.net

Ano passado peguei muitas dicas com ele sobre a Estrada Real, ele se foi dia 27 de julho. Em setembro eu tava lá, na Estrada Real... e era difícil não pensar no cara a todo momento, pelas dicas e pelas fotos dele que eu tinha visto. Alguma coisa dele ficou nessas estradas de terra... que ainda vou percorrer mais.

Não sou bom de palavras, por isso copio e colo um texto do Vantuir Boppre, que há uma ano atrás melhor retratou o triste ocorrido com o mestre, justamente no dia do motociclista.

"Como um script incerto, trágico e ao mesmo tempo incompreensível, quis a história que nosso grande mestre de um Brasil Off road viesse a nos deixar justo no dia do motociclista.

Foi uma piada sem graça que tivemos que engolir seco e descobrir que dentre tantas coisas que cabem dentro de um capacete, cabe também um punhado de lágrimas por uma saudade que acabou de puxar o pedal de descanso.

Roberto Atobá foi mestre da arte de descobrir um Brasil sem asfalto e de ouvir e fotografar pessoas. Registrou retratos, expressões e trejeitos. Conheceu um Brasil caboclo, rural, indígena, de beira de praia, pé de serra ,do sertanejo e de tantos outros povos dentro de um mesmo povo e fez isso com uma arte intangível e uma sensibilidade que nunca coube na garupa de uma moto.

Amigo, como os atobás que você adotou como sobrenome, siga em frente, voe. O veículo mudou, mas sei que o espírito permance o mesmo. Sabemos que nunca teremos fotos fantásticas e nem relatos dessa nova jornada. Mas sei também que ganhamos um eterno parceiro de viagem para qualquer jornada.

Obrigado pelo legado deixado e por ter ensinado que a vida vai muito além do que os olhos alcançam ver ao nosso redor. Continuaremos seguindo suas rotas descobertas e descobriremos novas sempre na certeza que você estará na nossa garupa pra sempre." Vantuir Boppre


Valeu mestre!

Um comentário:

  1. Ruy, há pessoas que conhecemos por um breve tempo, mas que parecem amigos de infância, tal a sintonia com que nos realcionamos... Roberto Atobá era uma dessas raras amizades, que vc conhece virtualmente, conversa pela internet durante meses, encontra pessoalmente, volta pra casa, continua conversando, marca viagens, aprecia as fotos, e finalmente sai pra uma viagem compartilhada, que foi a melhor que poderia ser. Encontro do XT550.net em Cambará do Sul, mas chegando lá pelo melhor roteiro possivel, indo pelo fora de estrada sempre que possivel, pelos melhores caminhos, como ele diria... nos despedimos combinando a viagem à Bolivia... ele se foi, mas estará comigo em cada km das minhas viagens de moto, agradeço por ter tido a felicidade de conviver com esse mineiro baiano, pessoa rara!

    ResponderExcluir